CHAMADA DE ARTIGOS

As más-línguas

O dossiê proposto para a Revista Z Cultural nº 2/2022 tem esse provocativo título como um desafio para falarmos principalmente sobre as relações entre língua e poder. Convidamos pesquisadores e professores que investiguem a língua em seus aspectos culturais, estéticos e políticos a contribuir com reflexões que tratem das múltiplas possibilidades de uso da fala e da escrita como experiências políticas e afetivas, como troca possível ou impossível, como mediação, tradução ou representação, bem ou malsucedidas.

Vivemos tempos difíceis, quando ofensas, “cancelamentos”, gritos de protesto ou de guerra circulam pelas redes sociais, irrompem em conversas, ocupam espaços inauditos. Mas queremos ir além de questões circunstanciais e aproveitar o momento de sensibilidade aguçada para os usos e abusos da língua a fim de refletirmos sobre os falares, os discursos e as linguagens que usamos em várias instâncias.

A Revista Z Cultural, em seu próximo número, quer pôr em debate a língua como performance política, como articulação do corpo e sua linguagem; a língua como espaço de conflito étnico-racial, onde se chocam o racismo linguístico e a resistência antirracista. Esperamos artigos que falem do sexismo na língua; das especificidades das falas usadas por LGBTQI+ e do uso do neutro; do pretoguês e das falas da periferia e das favelas; da língua como espaço de colonialidade e de dissenso. Incentivamos também a reflexão sobre a linguagem científica e tecnológica que se impregna à linguagem cotidiana e sobre as muitas línguas do Brasil e os estudos de línguas indígenas.

Esperamos que este número da Z se configure como um espaço democrático e plural de fala e escuta.

Equipe da Revista Z Cultural

Os textos podem ser enviados até o dia 15 de outubro de 2022 para o e-mail revistazcultural@gmail.com, respeitando-se as normas de publicação da revista.